domingo, 13 de novembro de 2011

Olhos

A alma intensa,
Cheia de vida.... 
Ilumina os olhos,
Os olhos refletem a luz da alma!!!

Espera...


Eu espero...
Sempre espero,
sei, não vai acontecer
minha espera é infinita...
Lá fora tudo acontece...
E eu aqui...
Esperando o que nunca acaba
esperando o que não tem fim...

sábado, 12 de novembro de 2011

Olhos...

Podemos mentir com palavras...
Um sorriso falso, nos lábios deixar brotar...
Mas, contudo devemos ter o cuidado de esconder o olhar...
Pois,na tristeza ele se revela...
na falsidade,se denuncia...
E no amor,como farol aos perdidos,
de luz se encherá...


Olhando o infinito

Percebo o quanto ainda há de ser conquistado


Infinitas são as
possibilidades....


Minha maior urgência
é amar...
Pois de ódio, o cálice do mundo já transborda!!!


terça-feira, 1 de novembro de 2011

Parabénss!!


Feliz Aniversário,



Diferente este dia....
Diferente pela intensidade do termo amar,
que traz uma enorme gratidão, por saber
que mesmo sem merecer
Um dia Deus, por bondade
me fez nascer...
 
                      ´¯`•.¸.•. . Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ...´¯`•.¸. Deise Lobo...
                                                      

domingo, 23 de outubro de 2011

Saudade


Saudades...
Sinto saudades sempre, 
sempre sinto saudades...
Perdoe-me, mas, é assim 
todo dia...
Todo dia é assim...
Esta saudade incontida...
Esta saudade contida, doída
contínua dentro de mim.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Inexisto...

Inexiste, medo da luta, 
de ir ou voltar, 
inexiste, receio de ficar, 
impera é o temor, 
que lutando, pares, 
prosseguindo, recues, 
ao final de tudo. 
Chegando, seu coração, 
em mim e comigo não 
queira ficar.... 
Inexiste, o medo de amar...

Impossível Partir...


Meu canto é livre,
Como livre é 
o som das conchas,
E das correntes de ar,
de giro em giro...
Meu monte alto, volto a buscar.
Paladar refinado e tato
sensível, exigências,
da alma, do coração
que em tudo te busca
e enquanto não vens 
pra tudo diz:
Não...

domingo, 18 de setembro de 2011

ASAS

Os sonhos são frutos da fé, 
da vontade de viver, e da
 

confiança em si mesmo.
Eles os sonhos nos dão
Asas que poderão rege-
nerar-se , enquanto pudermos 
sonhar, e ainda que tentem
quebrar ou arrancar nossas
asas, e com maldade consigam
virá outra maior e mais bonita no lugar...
Para desespero daqueles que já
 

perderam a capacidade de sonhar...

lágrimas

Aprendi a chorar, e manter sorriso
Dos meus gemidos
Fiz um lindo cântico
A minha face de dor
Foi eleita a mais bonita
E nos dias mais tristes
Eu sou...
Sou uma grande humorista
e me filio a vida
De suas desgraças, só falo sorrindo
Minhas lágrimas
São um troféu escondido
Poucos já viram
muitos a conheceram
Contudo não existe farsa
Só não tenho tempo para a tristeza...
Parte superior do formulário
25 de agosto às 15:10 · Privacidade: · Curtir · 

Recomeçar....

Quero um recomeço...
Voltar a falar do clima,
da vida...
Sem estar como personagem
principal...
Quero voltar ao tempo
em que tudo era descoberta,
e dava alegria,
Quero te conhecer hoje sem dar ou
criar expectativas..
Eu sei que elas doem, e são
profundas as suas feridas...
E essa necessidade de superação
que fica!!!
Também conheço bem,
Também tenho meus medos,
o maior e o de te perder, mesmo
tendo a certeza, de já ter perdido
a mim mesma...
Onde estou???
Voltei as páginas do seu livro até
o início...
Haviam certezas lá, lá tudo era certeza...
Voltei meu também...
Eu voltei, voltei o meu também!!!...

É assim...

Minha felicidade, não consiste, em ações dos outros ou naquilo que poderei ter, mais no que tenho dentro d mim muita paz..."

Eu vivi...


Os anos trazem fatos
dos fatos nascem a história
das histórias decisões
que te acrescentam ou não
alegria, conhecimento e vida...
E é por isso que alguns chegam
aos cem anos sem poder dizer:
Eu vivi...

Covardia...


O menino é menino...
O homem é homem...
O ser racional covarde, é um
espectador da vida, 
Teme a brisa. e o vendaval...
Teme o sim, teme o não
Teme o dia e o luau
Teme o mar e a areia...
Teme o barco e o pescador...
Teme a terra e teme o céu...
Teme o ódio e teme o amor...
O covarde só existe quando
nada acontece
Ele se identifica com o nada

CALAR...


Calar é a maior prova de amor possível
Pois, só o amor,suporta silenciar...
Quando o  que resta é esperar...
Esperar... 

UM PORTO...

 Sou na totalidade um porto  pulsante,
cativo e vazio,
numa tarde  sem fim...
Tenho a visão turva pela saudade e
o cansaço, de olhar o horizonte em
busca daquele que me prende aqui...
Desejando noites sem luar
ondas revoltas e que o sol nunca
mais volte a brilhar.
Inventando motivos pra ele não zarpar
E fique para sempre aqui...
Ancorado, amarrado e atracado em mim...

sábado, 27 de agosto de 2011

Ao Sol...


Eu vou rumo ao sol
Quero sugar lhe o calor
Esgotar sua fonte de vida
eu o quero, dele eu quero
Seu brilho, o bronzeado da pele
e o arder, quero o cansaço
perder o fôlego, me envolver
ansiosa e ofegante como quem sai
de um forte abraço, ainda meio
tonta eu seu brilho me perder
Vou porque só diante dele
terei as respostas que preciso
ao som de uma brisa suave,
como voz de quem canta o
amor ao fim da tarde...
E dos olhos que serão,
meus por minutos em mim,
meu sol será...
e nada mais fará diferença
isso nada mudará
seremos um...

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Minhas verdades





Pensamentos

 
Tenho uma vontade,
e dois pensamentos,
tenho um querer...
E pensamentos, e neles
me perco, e neles me esqueço
Não perco a vontade,
e o querer....
Mas, pensamentos deles me esqueço
neles me perco...
Pensamentos...




Não vi chegar, não pediu para ficar, sem exigências, tomou tudo, e agora eu já não sou, tudo é ele, e para ele tudo é você.... O amor!!!



 Não despertes o filete d``água, se não puderes conter a cachoeira...


Inexiste 


Inexiste, medo da luta, 
de ir ou voltar, 
inexiste, receio de ficar, 
impera é o temor, 
que lutando, pares, 
prosseguindo, recues, 
ao final de tudo. 
Chegando, seu coração, 
em mim e comigo não 
queira ficar.... 
Inexiste, o medo de amar...




Impossivel Partir


Meu canto é livre,
Como livre é 
o som das conchas,
E das correntes de ar,
de giro em giro...
Meu monte alto, volto a buscar.
Paladar refinado e tato
sensível, exigências,
da alma, do coração
que em tudo te busca
e enquanto não vens 
pra tudo diz:
Não...




 Entre gargalhadas e lágrimas, estou vivendo, e isso é viver, e viver é isso..


 Ainda não fiz tudo o que desejo, mas, esgotei cada segundo de tudo o que já fiz...


Asas


Os sonhos são frutos da fé, 
da vontade de viver, e da
 

confiança em si mesmo.
Eles os sonhos nos dão
Asas que poderão rege-
nerar-se , enquanto pudermos 
sonhar, e ainda que tentem
quebrar ou arrancar nossas
asas, e com maldade consigam
virá outra maior e mais bonita no lugar...
Para desespero daqueles que já
 

perderam a capacidade de sonhar...

Lagrimas

Aprendi a chorar, e manter sorriso
Dos meus gemidos
Fiz um lindo cântico
A minha face de dor
Foi eleita a mais bonita
E nos dias mais tristes
Eu sou...
Sou uma grande humorista
e me filio a vida
De suas desgraças, só falo sorrindo
Minhas lágrimas
São um troféu escondido
Poucos já viram
muitos a conheceram
Contudo não existe farsa
Só não tenho tempo para a tristeza...




Recomeçar


 
Quero um recomeço...
Voltar a falar do clima,
da vida...
Sem estar como personagem
principal...
Quero voltar ao tempo
em que tudo era descoberta,
e dava alegria,
Quero te conhecer hoje sem dar ou
criar expectativas..
Eu sei que elas doem, e são
profundas as suas feridas...
E essa necessidade de superação
que fica!!!
Também conheço bem,
Também tenho meus medos,
o maior e o de te perder, mesmo
tendo a certeza, de já ter perdido
a mim mesma...
Onde estou???
Voltei as páginas do seu livro até
o início...
Haviam certezas lá, lá tudo era certeza...
Voltei meu também...
Eu voltei, voltei o meu também!!!...
Minha felicidade, não consiste, em ações dos outros ou naquilo que poderei ter, mais no que tenho dentro d mim muita paz..."


Eu vivi
Os anos trazem fatos
dos fatos nascem a história
das histórias decisões
que te acrescentam ou não
alegria, conhecimento e vida...
E é por isso que alguns chegam
aos cem anos sem poder dizer:
Eu vivi...

 


Covardia

O menino é menino...
O homem é homem...
O ser racional covarde, é um
espectador da vida, 
Teme a brisa. e o vendaval...
Teme o sim, teme o não
Teme o dia e o luau
Teme o mar e a areia...
Teme o barco e o pescador...
Teme a terra e teme o céu...
Teme o ódio e teme o amor...
O covarde só existe quando
nada acontece
Ele se identifica com o nada


 Calar
Calar é a maior prova de amor possível
Pois, só o amor,suporta silenciar...
Quando o  que resta é esperar...
Esperar...



Um Porto

 
 Sou na totalidade um porto  pulsante,
cativo e vazio,
numa tarde  sem fim...
Tenho a visão turva pela saudade e
o cansaço, de olhar o horizonte em
busca daquele que me prende aqui...
Desejando noites sem luar
ondas revoltas e que o sol nunca
mais volte a brilhar.
Inventando motivos pra ele não zarpar
E fique para sempre aqui...
Ancorado, amarrado e atracado em mim...


Ao Sol 


Eu vou rumo ao sol
Quero sugar lhe o calor
Esgotar sua fonte de vida
eu o quero, dele eu quero
Seu brilho, o bronzeado da pele
e o arder, quero o cansaço
perder o fôlego, me envolver
ansiosa e ofegante como quem sai
de um forte abraço, ainda meio
tonta eu seu brilho me perder
Vou porque só diante dele
terei as respostas que preciso
ao som de uma brisa suave,
como voz de quem canta o
amor ao fim da tarde...
E dos olhos que serão,
meus por minutos em mim,
meu sol será...
e nada mais fará diferença
isso nada mudará
seremos um...

A vida

Ao sair para a grande jornada
Coloquei uma roupa leve
Levei um casaco, para os dias frios,
busquei um pouco de água e três sementes,
a semente da fé, para não deixar de planta-las e 
crer que  germinaria
a semente da paciência, para deixa-las germinar 
e crescer no tempo certo
e a semente do  amor,
 porque nem só de pão viverá o homem..
.

O trabalho Minhas Verdades, foi licenciado com Creative Commons - podendo adquirir adicionais ao âmbito desta licença em permissions">deiselobo.dl@hotmail.com - CC BY-NC 3.0 creativecommons.orgCreative Commons — Atribuição - NãoComercial 3.0 Não Adaptada — CC BY-NC 3.0 http://creativecommons.org/licenses/by-n..

terça-feira, 26 de julho de 2011

Lua



Essa lua  tímida
Me faz lembrar você
Distante e apagada, 
sem brilho sozinha no nada
Me faz lembrar você
Você...
Que para mim traz vida
luz, me ilumina, me dá vontade 
de viver, 
O sol que cobre a lua, que 
a ilumina e enlaça 
De inveja se esconde quando 
me você abraça...

Saudade

Posso afirmar que tem cheiro
A minha já não tem porto
saiu a te buscar
Seus pés correm para o infinito 
tão veloz corre, que parece
correr da dor
Seu nome, grita sem cessar
Cresceu,alcançou meus olhos,
saiu de mim...
Saudade, é dor, que esmaga
o peito e enfraquece alma
a minha já não tem porto
de mim  já desistiu, foi buscar te
em outros mares,
arrancou meu core e  partiu...

Meu grito

Várias vezes gritei
E senti dores, todo tristeza dói
a saudade dói, 
O meu grito, eu não gritei
O grito era dor, a dor era o grito
Eu não era, acabou
Só havia dor, na figura do grito
As lágrimas que caudalosas
escorriam em minha face
em desespero  buscavam me sufocar
abafar a dor, abafar o grito
em protesto, em protesto pela dor 
que me causou esse amor, 
em protesto, pela dor de amar... 

Amiga

Amiga


Tenho me preocupado tanto com os meus problemas
Preciso tanto ter você ao meu lado
Preciso falar!!!
Lembra, do que falávamos?
Ainda penso da mesma forma
Meus conceitos e sentimentos
Estão petrificados, nada mudou
Tenho me preocupado com meus problemas.
Não ouvir sua última gargalhada
Mas tenho a vaga lembrança, de ouvir te gargalhar
Fiquei feliz!!!
Mas como disse: Tenho muitos problemas
Já te apresentei todos
Ouvi seus conselhos, vi que chorou comigo
Amiga eu vi suas lágrimas...
Ouvi suas conquistas, as coisas que te aconteceram, que te alegraram
Mas são tantos os meus problemas...
Amiga...
Amiga... Sei que tudo vai bem contigo, me alegro por estar alegre
Quero estar  ao teu lado, mesmo com todos os meus problemas
Mesmo que eu não ouça, o que você fala
E, minha única preocupação, seja ao final saber que tudo  vai bem contigo....
Quero estar ao teu lado, mesmo com todos os meus problemas
Por medo, que num  desses infortúnios da vida, você  tropece e caia
E eu não esteja lá
Para te oferecer  minha mão, se preciso for, te carregar
Te  oferecer meu ombro  e te abraçar...