terça-feira, 30 de outubro de 2012

Fronteira do Impossível

Fronteira do Impossível



Viver na fronteira do impossível, traz sensibilidade
e fé, te ensina a olhar além das aparências e a valorizarcoisas comuns, como uma brisa ou um banho de chuva,
te faz desejar horas de papo furado, devaneios...
Na fronteira do impossível, tens a certeza do que és...
Do que tens...Do que sabe...
Lá, na fronteira do impossível, vemos
sorrisos com lágrimas no olhos,
despedidas que não se soltam do abraço.
Na fronteira do impossível, os sonhos se despedaçam e renascem
Se perdem e se reencontram,
Lá, na fronteira do impossível, temos um encontro marcado
Com o que somos...
Olhando na face do impossível, tudo o há de oculto em nós se revela...

Deise Lobo



segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Os dias são maus...

#################################

Que seu coração não se entristeça ao perceber, que mesmo após só ter  feito o bem, às pessoas se afastam de você, lembre-se que o pecado faz separação entre Deus e os homens, e que Adão se escondeu de Deus, por causa do pecado que ele mesmo cometeu, e não pelas ações de Deus!
DL
#############################

Dia especial....☆ ¸.•´¯`•.¸☆. •´¯`☆ ¸.•´¯`•.¸☆.•. ☆. Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ☆...´¯`•.¸☆.•.

Esses dias nascem diferente...
Com ares de festa
com sons de risos,
olhar de promessa...
De encantos, e desencantos
vividos...
Vencendo prantos com cantos,
que sofridos, nunca vencidos,
rompem anos, em segundos,
Dia diferente, mas não pelo sol,


que irradia luz, ou pela chuva 
que rega o chão...
Hoje ventos bailam, ao som de uma música 
que só a paz sabe cantar...
Diferente este dia....
Diferente pela intensidade do termo amar,
que traz uma enorme gratidão, por saber
que mesmo sem merecer
Um dia Deus, por bondade 
me fez nascer... 
 
                      ´¯`•.¸☆.•. ☆. Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ☆...´¯`•.¸☆. Deise Lobo...

                                        

domingo, 30 de setembro de 2012

☆ ¸.•´¯`•.¸☆ Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..• Amor...


Amor

☆ ¸.•´¯`•.¸☆
Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*.Amor....

Assim como da vida se espera viver,

Impossível é negar o amor...

Como negar, o que transborda?

Ou o que nasce no solo, e alcança as nuvens?

Como negar?

Poderia alguém esconder o brilho dos olhos?

Ou embargar da voz?

Quiçá uma nuvem, de desilusão, como névoa

por pouco tempo possa cobri-lo.

Ou os ventos, com finíssimas areias ao passar dos séculos o moldar

Mas nunca, nunca, poderia alguém negar, que ele existiu...

Que ele, o amor esteve ali...
Deise Lobo... ☆ ¸.•´¯`•.¸☆
Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•

sábado, 29 de setembro de 2012

Poesias e poemas

☆ ¸.•´¯`•.¸☆..`•.¸☆.☆¸.•´¯`•.¸☆ ¸.•´¯`•.¸☆..•…¸.•´¯`•.

¸.•´¯`•.¸☆ ¸.•´¯`•.¸☆..•…¸.•´¯`•.

¸☆.☆ ¸.•´¯`•.¸☆. Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ 

O nascer do sol, brinca de poesia

o pôr do sol, brinca  de poesia...

Brinca a noite, brinca  o dia.

Brinca a vida... De fazer poemas,

Seja com o sol se pondo, ou com sol

nascendo....

Brincam, brinca o sol, brinca a vida 

brincam de fazer poemas e poesias...

☆. ¸,,, Deise Lobo.....☆ ¸.•´¯`•.¸☆. •´¯`☆ ¸.•´¯`•.¸☆.•.

☆. Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ☆...´¯`•.¸☆.•.

terça-feira, 25 de setembro de 2012




*****************************************************************************************
A primavera chegou e trouxe com suas cores, com seu cheiro, com sua cor, uma vontade louca de amar... Trouxe o amor...


.



Deise Lobo
**************************************************************

domingo, 23 de setembro de 2012

Coração de Estudante (Milton Nascimento)

Coração de Estudante

Milton Nascimento

Quero falar de uma coisa
Adivinha onde ela anda
Deve estar dentro do peito
Ou caminha pelo ar
Pode estar aqui do lado
Bem mais perto que pensamos
A folha da juventude
É o nome certo desse amor
Já podaram seus momentos
Desviaram seu destino
Seu sorriso de menino
Quantas vezes se escondeu
Mas renova-se a esperança
Nova aurora, cada dia
E há que se cuidar do broto
Pra que a vida nos dê
Flor flor o o e fruto
Coração de estudante
Há que se cuidar da vida
Há que se cuidar do mundo
Tomar conta da amizade
Alegria e muito sonho
Espalhados no caminho
Verdes, planta e sentimento
Folhas, coração,
Juventude e fé.

☆ ¸.•´¯`•.•.¸☆.☆ ¸.•´¯`•.¸☆.
Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜
☆ ¸.☆Feliz Aniversário!!! 

 

 Estar vivo é um presente que torna tudo possível!!!

Deus te abençoe!!

Deise Lobo...

☆ ¸.•´¯`•.•.¸☆.☆ ¸.•´¯`•.¸☆.
Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜
☆ ¸.☆

☆ ¸.•´¯`•.•.¸☆.☆ ¸.•´¯`•.¸☆. Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ☆ ¸.☆ É primavera, nasceu uma flor... Você!! Felicidades!!!............... ☆ ¸.•´¯`• .•.¸☆.☆ ¸.•´¯`•.¸☆. Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ☆ ¸.☆ .................Deise Lobo...


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

☆ ¸.•´¯`•.•.¸☆.☆ ¸.•´¯`•.¸☆.
Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜
☆ ¸.☆
...
E este sentimento gostoso que floresce, só pode ser amor, tem que ser o amor...

DL☆ ¸.•´¯.¸☆.

domingo, 2 de setembro de 2012

Parabénss!!


Feliz Aniversário!!




Isaías 41:10 não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.
Isaías 41:13 Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo.

Obrigada pela visita!!


***********************************
A distinção entre os seres se faz

pelo que sentem e como reagem

ao sentir.

DL.

**********************************

Asas ´¨)* ¸.•*¸.•*´¨).•*¨) (¸.•´*(¸.•´*(.¸. •*❤

  ´¨)*
¸.•*¸.•*´¨).•*¨)
(¸.•´*(¸.•´*(.¸. •*❤
Asas

Os sonhos são frutos da fé,



da vontade de viver e da

confiança em si mesmo,


eles, os sonhos, nos dão


asas que poderão se rege-


nerar, enquanto pudermos


sonhar e ainda que tentem


quebrar ou arrancar nossas


asas e com maldade consigam


virá outra maior e mais bonita no lugar.


Para desespero daqueles que já


perderam a capacidade de sonhar...


DL

##########################
##########################

sábado, 1 de setembro de 2012

Modelo de ação de alimentos








http://www.investidura.com.br/modelos/peticoes/inicial/182396-modelo-acao-de-alimentos


EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DA FAMÍLIA DA COMARCA DA XXXXXXX.




NOME DO MENOR, qualificação, neste ato representado por NOME DA MÃE, qualificação, vem, perante Vossa Excelência, por intermédio de seu procurador signatário (doc. 1), com fulcro na Lei nº 5478/68, no Código Civil, e nas demais dispositivos aplicáveis, propor a presente:
                                                                                                                         
AÇÃO DE ALIMENTOS

em face de NOME DO PAI, qualificação, pelos fatos e fundamentos de direito adiante deduzidos:

I. DOS FATOS

1.      A Mãe do Requerente e o Requerido tiveram longo relacionamento amoroso, entre XXXX e XXXX, que resultou em um filho, ora Requerente, nascido em XX/XX/XXXX (doc. 2).

2.     Enquanto a relação se manteve, o Requerido contribuiu para o sustento de sua prole. No entanto, a partir da separação do casal, o Requerido deixou de pagar alimentos a seu filho, supostamente por falta de condições.

3.     Diante disso, a Mãe do Requerente foi obrigada a arcar com todas as despesas da criança, sem nenhuma participação do Requerido, mesmo após diversos contatos com o mesmo.

4.     Todavia, a Mãe do Requerente perdeu seu emprego e agora está vivendo, única e exclusivamente, com o valor que recebe de seu seguro-desemprego, vivendo na casa de parentes.

5.     Dessa forma, diante da extrema necessidade em que se encontram, e do dever não cumprido pelos Requeridos, o Requerente propõe a presente Ação.

II. OS ALIMENTOS

6.     O dever alimentar dos pais está expressamente previsto na Constituição Federal, em seu artigo 229:

Art. 229. Os pais têm o dever de assistir, criar e educar os filhos menores, e os filhos maiores têm o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência ou enfermidade.

7.     O Código Civil, por sua vez, confere a quem necessita de alimentos, o direito de pleiteá-los de seus parentes, em especial entre pais e filhos, nos termos do art. 1.694 e 1.696:

Art. 1.694. Podem os parentes, os cônjuges ou companheiros pedir uns aos outros os alimentos de que necessitem para viver de modo compatível com a sua condição social, inclusive para atender às necessidades de sua educação.
[...]
Art. 1.696. O direito à prestação de alimentos é recíproco entre pais e filhos, e extensivo a todos os ascendentes, recaindo a obrigação nos mais próximos em grau, uns em falta de outros.

8.     Além da relação de parentesco, é imperativo que haja necessidade do alimentando, conforme preconiza o art. 1.695 do Código Civil, in verbis:

Art. 1.695. São devidos os alimentos quando quem os pretende não tem bens suficientes, nem pode prover, pelo seu trabalho, à própria mantença, e aquele, de quem se reclamam, pode fornecê-los, sem desfalque do necessário ao seu sustento.

9.     Assim, uma vez constatado o grau de parentesco e a necessidade, reconhece-se o dever de prestar alimentos.

10.  In casu, o parentesco está verificado, pois o Requerido e o Requerente são pai e filho, respectivamente (doc. 2). A necessidade, igualmente, está plenamente configurada, vez que o Requerente é menor impúbere e, obviamente, não pode arcar com seu sustento.

11.   Dessa forma, o Requerido deve contribuir com as necessidades básicas de seu filho, ora Requerente.

12.  Vale destacar que a obrigação de sustento não se altera diante da precariedade da condição econômica do genitor. A impossibilidade material não pode constituir motivo de isenção do dever do pai de contribuir para a manutenção do filho.

13.  Dessarte, uma vez constatado o vínculo de parentesco e a necessidade do Requerente, faz-se mister impor ao Requerido o pagamento de alimentos.

III. O VALOR DOS ALIMENTOS

14.  Os alimentos devem ser fixados na exata proporção do binômio necessidade do requerente e capacidade econômica do requerido, nos termos do §1º do art. 1.694:

§ 1º Os alimentos devem ser fixados na proporção das necessidades do reclamante e dos recursos da pessoa obrigada.

15.  Nesse sentido, constata-se que, muito embora se desconheça a situação econômica dos Requeridos, o Requerente é criança e tem uma série de gastos inerentes a sua idade: médico, brinquedos, material e uniforme escolar, alimentação.

16.  Assim, tem-se entendido que o percentual-base mais adequado para a fixação de honorários é de 30% (trinta por cento) sobre os rendimentos do alimentante, inclusas as verbas recebidas a título de férias remuneradas e décimo terceiro salário. Nessa linha,

APELAÇÃO CíVEL. REVISIONAL DE ALIMENTOS. REDUÇÃO DO MONTANTE ALIMENTAR DE 30 % PARA 15% DOS RENDIMENTOS DO APELADO. IMPOSSIBILIDADE. (TJ/SC, AC nº 2007.054201-1, Relator Sérgio Izidoro Heil, Segunda Câmara de Direito Civil, Data: 08/01/2009

17.  Deve-se, pois, fixar a verba alimentar em 30% (trinta por cento) sobre o valor do débito.

IV. ALIMENTOS PROVISÓRIOS

18.  Nas ações de alimentos, o Magistrado deve, desde logo, fixar os alimentos provisionais, nos temos do art. 4º da Lei 5.478/68:

Art. 4º. Ao despachar o pedido, o juiz fixará desde logo alimentos provisórios a serem pagos pelo devedor, salvo se o credor expressamente declarar que deles não necessita.

19.  No caso sub examine, resta translúcida a necessidade de fixação de tal provisão legal, face à dificuldade financeira enfrentada pela Genitora do Menor, o que fatalmente dificulta o sustendo do Requerente.

20. Ademais, não há qualquer dúvida sobre a paternidade do Requerente, o que demonstra que a inércia dos Requeridos dá-se, tão somente, por má-fé, o que priva o Requerente de alguns bens necessários.

21.  Assim, deve-se fixar, de plano, os alimentos provisórios.

22.  Dessarte, deve-se conceder ao Requerente o beneplácito da assistência judiciária gratuita.

V. DO PEDIDO

23.  Diante do exposto, requer:

a)     O recebimento da presente ação e, ato contínuo, a fixação liminar de alimentos provisórios na quantia equivalente a 30% (trinta por cento) do rendimento bruto, inclusive férias e gratificação natalina, do Requerido, a ser paga até o dia 10 (dez) de cada mês, mediante depósito na Conta nº XXX, Agência nº XXX, do Banco XXXX, ou desconto na folha de pagamento;

b)    A citação do Requerido, por carta com aviso de recebimento para, querendo, apresentar resposta, sob pena de confissão e revelia;

c)     A intimação do Ministério Público (art. 82, I, do CPC) para que apresente as manifestações que julgar pertinentes;

d)    A produção de todas as provas em direito admitidas, em especial a documental e a testemunhal;

e)     A total procedência do pedido para condenar o Requerido  ao pagamento de alimentos fixados em 30% (trinta por cento) sobre o valor de seus rendimentos brutos, inclusive férias e gratificação natalina, mediante depósito na Conta nº XXXX, Agência nº XXXX, do Banco do XXXXX;

f)      A condenação dos Requeridos ao pagamento de custas e honorários advocatícios; e

g)     A concessão do benefício da assistência judiciária gratuita.

24.  Informa ainda, em atenção ao art. 39, I, do Código de Processo Civil, que todas as intimações deverão ser feitas em nome do XXXXXXX.

25.   Dá à causa o valor de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais).


Nestes termos, pede deferimento.

Cidade, data.

NOME DO ADVOGADO
                                                                   OAB/SC XXXXXX

 http://www.investidura.com.br/modelos/peticoes/inicial/182396-modelo-acao-de-alimentos


                                                     


segunda-feira, 27 de agosto de 2012



)*
¸.•*¸.•*´¨).•*¨)
(¸.•´*(¸.•´*(.¸. •*❤
Seja bem vindo!!




)*
¸.•*¸.•*´¨).•*¨)
(¸.•´*(¸.•´*(.¸. •*❤
Você, é especial
Quem te deu a vida, destruiu a forma
Não fez outro igual!!


                                Deise Lobo

☆ ¸.•..Seja bem vindo(a)!!... ¸.


¸.•´¯`•.¸☆. •´¯`☆ ¸.•´¯`•.¸☆.•.








☆ ¸.•´¯`•.¸☆..•…✿. ✿....✿.☆ ¸.•´¯`•.¸☆.☆ ¸.•´

 ¸.☆ ¸.•´¯`•.¸☆.
•´¯`☆ ¸.•´¯`•.¸☆.•.Obrigada por vir!!..☆.

                                                         Deise Lobo

domingo, 19 de agosto de 2012

Este(s), esse(s)



Emprego dos Pronomes Demonstrativos


      Os pronomes demonstrativos são utilizados para explicitar a posição de uma certa palavra em relação a outras ou ao contexto. Essa relação pode-se dar em termos de espaço, tempo ou discurso. Vamos abordar aqui as situações em que o uso de demonstrativos é produtivo ou problemático para o falante, recomendando o uso dominante entre os falantes cultos.


1. Este, esse, aquele e suas flexões

     Utilizamos estas pró-formas para localizar os nomes no tempo, no espaço e no próprio texto:



  • No espaço:


  •      Vale para o uso dos demonstrativos a relação com as pessoas do discurso: este para próximo de quem fala (eu); esse para próximo de quem ouve(tu); aquele para distante dos dois (ele).



    Exemplos:

    Este documento que eu estou entregando apresenta a síntese do projeto.

    Se tu não estás utilizando essa régua, podes me emprestar por alguns minutos?

    Vês aquele relatório sobre a mesa do Dr. Silva? É o documento a que me referi.


         Em situações de fala direta (tanto ao vivo quanto por meio de correspondência, que é uma modalidade escrita de fala), são particularmente importantes o este e o esse - o primeiro localiza os seres em relação ao emissor; o segundo, em relação ao destinatário. Trocá-los pode causar ambigüidade.


    Exemplos:

    Dirijo-me a essa universidade com o objetivo de solicitar informações sobre o concurso vestibular. (trata-se da universidade destinatária).

    Reafirmamos a disposição desta universidade em participar no próximo Encontro de Jovens. (trata-se da universidade que envia a mensagem).



  • No tempo:



  • Este e suas flexões referem-se ao tempo presente ou futuro.


    Exemplos:

    Nestas próximas semanas, estarão ocorrendo as inscrições para o concurso vestibular.

    No final desta semana, o Diretor de nossa Unidade irá a São Paulo.

    Este ano de 2002 está sendo marcado pela violência no Oriente Médio.


  • Esse e suas flexões referem-se a tempo recentemente decorrido.


    Exemplo:

    Ninguém esquecerá os acontecimentos desse trágico 21 de setembro.


         
  • Aquele e suas flexões referem-se a um passado mais distante.

  • Exemplo:

    Falávamos daquele período em que as mulheres obtiveram o direito ao voto.


         Evidentemente, não há limites precisos para o uso de esse e aquele, sendo a última palavra sempre determinada pela adequação ao contexto.


    • No discurso:
         Quando bem utilizados, os demonstrativos são eficientes elementos de coesão entre o que se está falando e o que já se disse ou irá dizer adiante. Deve-se utilizar este e suas flexões em dois casos: para adiantar o que se vai dizer ou para remeter a algo recém dito, quando esse já-dito comportar mais de uma retomada.


    Exemplos:

    Nosso povo sofre com mutos problemas, dentre os quais estes: miséria, fome e ignorância.

    Admiração, respeito, amizade? Talvez, pensava ela, este (último) seja o mais importante e perene dos sentimentos.


         Outra situação importante ocorre quando queremos retomar por demonstrativos mais de um elemento já mencionado.


    Exemplo:

    O velho, o índio e o negro são discriminados por motivos diversos: aquele, por ser improdutivo para a sociedade de consumo; esse, por ser considerado atrasado e preguiçoso; este, por não se ter libertado, ainda, do estigma da escravidão.


         Quando se quer retomar apenas dois elementos, elimina-se a forma intermediária esse.


    Exemplo:

    As crianças da classe média têm um futuro mais promissor do que os filhos de pais das classes menos favorecidas, porque àquelas se dão oportunidades que se negam a estes.


         Veja a ilustração para esses dois últimos casos:



    1. Emprego de este, esse e aquele em relação a três termos




    Este: indica o que se referiu por último.
    Esse: se refere ao penúltimo.
    Aquele: indica o que se mencionou em primeiro lugar.


    2. Emprego de este e aquele em relação a dois termos citados anteriormente



    Este: indica o que se referiu por último.
    Aquele: indica o que se referiu em primeiro lugar.



    2. Mesmo, próprio e suas flexões


         Observe as frases:

    (a) Ele mesmo digitará o texto final.

    (b) Eles mesmos digitarão o texto final.

    (c) Ele vai mesmo digitar o texto final?

    (d) Eles vão mesmo digitar o texto final?


         Por que será que na frase (b) a palavra mesmo é flexionada no plural e na frase (d) não? A resposta é lógica, e encontra-se na relação que esses termos estabelecem com outros elementos da frase. No caso de (a) e (b), mesmo/s se refere a ele/s, podendo ser substituído por próprio/s; no caso de (c) e (d), mesmo se refere a vai digitar , podendo ser substituído por realmente. Se quiser ir adiante, saiba que mesmo e próprio, no primeiro caso, são pronomes e, como tal, acompanham a flexão do nome; no segundo caso, mesmo é advérbio, e como todos os advérbios são invariáveis.


    http://www.pucrs.br/manualred/pronomes.php

    quinta-feira, 9 de agosto de 2012

    Os anos trazem fatos dos fatos nascem a história das histórias decisões que te acrescentam ou não alegria, conhecimento e vida... E é por isso que alguns chegam aos cem anos sem poder dizer: Eu vivi... DL...





    Fronteira do impossível...








    Viver na fronteira do impossível, traz sensibilidade


     
    e fé, te ensina a olhar além das aparências e a valorizar

    coisas comuns, como uma brisa ou um banho de chuva,

    te faz desejar horas de papo furado, devaneios...

    Na fronteira do impossível, tens a certeza do que és...

    Do que tens...Do que sabe...

    Lá, na fronteira do impossível, vemos

    sorrisos com lágrimas no olhos,

    despedidas que não se soltam do abraço.

    Na fronteira do impossível, os sonhos se despedaçam e renascem

    Se perdem e se reencontram,

    Lá, na fronteira do impossível, temos um encontro marcado

    Com o que somos...

    Olhando na face do impossível, tudo o há de oculto em nós se revela...

    DL
    ####################################################

    sexta-feira, 27 de julho de 2012

    Receba com carinho!!!☆ ¸.•´¯`•.¸☆ Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ☆

      ¸.•´¯`•.¸☆
    Ƹ̵̡Ӝ̵Ʒ..•*"˜ ☆ ¸..•´¨¨)) -:¦:-  : )¸¸.•´ ¸.•´.-✿
                                             Deise Lobo

    quinta-feira, 26 de julho de 2012

    ☆ ¸.•´¯`•.¸☆.☆ ¸.•´

     Obrigada!!☆ ¸.•´¯`•.¸☆.☆ ¸.•´


     

     

     

    .Seja bem vindo(a)!!... ¸.☆ ¸.•´¯`•.¸☆. •´¯`☆ ¸.•´¯`•.¸☆.•

                                     Deise lobo.

    terça-feira, 24 de julho de 2012



    Seja bem vindoo!








    ☆ ¸.•´¯`•.¸☆..•… ¸.•´¯`•.¸☆.☆ ¸.•´¯`•.¸☆.´¯`•.¸☆.
    •´¯`☆ ¸.•´¯`•.¸☆.


    .Obrigada por vir!!..☆.

                                                             Deise Lobo

    domingo, 22 de julho de 2012

    Felicidades!!

    ********•´´´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•´´´